Publicidade
Publicidade - Super banner
enhanced by Google
 

Otan poderia ajudar aliados afetados por crise do gás, dizem EUA

Bruxelas, 8 jan (EFE).- O embaixador dos Estados Unidos na Organização do Tratado do Atlântico Norte (Otan), Kurt Volker, assegurou hoje que os cortes de gás russo têm um impacto na segurança dos países, por isso o organismo internacional poderia assumiu um papel para assistir aos aliados afetados.

EFE |

"A Otan não deve assumir a liderança, há conversas entre Rússia e Ucrânia para resolver este conflito, mas se a situação persistir deveríamos assumir um papel para fornecer assistência a um aliado que esteja sofrendo sérios transtornos", opinou.

Romênia, Bulgária e Eslováquia são os países da Otan mais afetados pelo corte russo do gás enviado à Europa através da Ucrânia.

De acordo com Volker, estes países também "vivem um problema humanitário" por causa da crise.

"Quando alguma coisa atrapalha um país de funcionar com normalidade, isso se transforma em insegurança. E restaurar a possibilidade de uma nação de ter uma vida econômica normal e produtiva é um elemento de segurança importante", afirmou o embaixador americano. EFE met/mh

Leia tudo sobre: home

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG