Publicidade
Publicidade - Super banner
enhanced by Google
 

Os republicanos devem participar das discussões do plano Obama, diz McCain

O candidato derrotado à presidência americana John McCain lançou um apelo ao presidente Barack Obama para que modifique seu plano de retomada da economia, que começou a ser debatido nesta segunda-feira no Senado, insistindo para que ele negocie realmente uma nova versão com os republicanos.

AFP |

O senador McCain está entre os republicanos críticos ao plano de retomada de 819 bilhões de dólares do novo presidente, adotado semana passada pela Câmara dos Representantes sem nenhum voto republicano e que deve ser ainda examinado no Senado.

McCain indicou nesta segunda-feira à CNN que não votará no plano no estado atual, mas que trabalharia com seus colegas republicanos em um outro plano mais voltado para as deduções fiscais e iniciativas para que os americanos possam manter suas casas. Ele pediu aos democratas que integrem suas idéias a um novo plano de retomada.

"É hora de se sentar e negociar realmente, o que não fizemos até agora", declarou McCain. "Devemos ter como objetivo mais deduções fiscais e menos gastos. Mas nós podemos negociar", disse.

"A crise começou pelo setor imobiliário", disse McCain, "Ela terminará quando nós estabilizarmos o setor imobiliário, os preços dos aluguéis".

A minoria republicana do Senado aumentou o tom domingo, ameaçando vetar o plano se não houver uma profunda mudança do nível das reduções de impostos e dos gastos públicos.

Obama, que havia prometido governar além das diferenças partidárias, pediu aos republicanos que apoiem seu projeto. Após sua adoção na Câmara, ele disse que deseja "melhorar" seu plano, esperando também motivar os republicanos a submeter multas na versão final do texto.

mlm/chv/lm

Leia tudo sobre: home

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG