O deputado Paulo Renato (PSDB-SP) protocolou nesta quarta-feira, em nome de seu partido, um requerimento no Ministério Público pedindo que a instituição e o Tribunal de Contas da União (TCU) designem procuradores para acompanhar eventuais compras de bancos privados por bancos públicos. O requerimento também pede fiscalização nas possíveis compras de ações de empresas de construção pela Caixa Econômica Federal ¿ dois tipos de transação que foram autorizadas pela Medida Provisória 443.

De acordo com Renato, sem a fiscalização não é possível saber se o governo vai comprar bancos e ações de empresas pelo preço de mercado. "Como saber se não vai haver sobrepreço?", questionou.

Renato também avaliou que a compra de bancos e de ações de construtoras é uma maneira de dar subsídio a empresas afetadas pela crise, algo que na noite desta terça-feira o ministro Guido Mantega, na Câmara dos Deputados, disse que não faria .

"Ele (Mantega) mentiu descaradamente", afirmou.

CPE

Outro membro da oposição, líder do PPS, deputado Fernando Coruja (RJ), também propôs mecanismos de fiscalização do governo durante a crise. Ele vai levar ao plenário a proposta de criação de uma Comissão Parlamentar Externa (CPE), para ficar junto ao Banco Central, Comissão de Valores Mobiliários (CVM) e ministério da Fazenda.

Mais notícias:

Para saber mais

Serviço 

Opinião

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.