Tamanho do texto

SÃO PAULO - A oposição classificou hoje de oportunista e tardia a homenagem prestada ontem por Dilma Rousseff ao presidente eleito Tancredo Neves, que morreu em 1985. Os presidentes nacionais do PSDB, DEM e PPS divulgaram uma nota para criticar Dilma, pré-candidata do PT à Presidência, que durante passagem pela cidade de São João Del Rei, em Minas Gerais, depositou flores no túmulo de Tancredo. "A homenagem de Dilma Rousseff a Tancredo Neves chega com 25 anos de atraso e sem explicações devidas e nunca apresentadas todo esse tempo", diz a nota. Os partidos se referem ao fato do PT ter negado apoio ao pacto de transição democrática que garantiu a candidatura de Tancredo após o regime militar (1964-1985).

SÃO PAULO - A oposição classificou hoje de oportunista e tardia a homenagem prestada ontem por Dilma Rousseff ao presidente eleito Tancredo Neves, que morreu em 1985. Os presidentes nacionais do PSDB, DEM e PPS divulgaram uma nota para criticar Dilma, pré-candidata do PT à Presidência, que durante passagem pela cidade de São João Del Rei, em Minas Gerais, depositou flores no túmulo de Tancredo. "A homenagem de Dilma Rousseff a Tancredo Neves chega com 25 anos de atraso e sem explicações devidas e nunca apresentadas todo esse tempo", diz a nota. Os partidos se referem ao fato do PT ter negado apoio ao pacto de transição democrática que garantiu a candidatura de Tancredo após o regime militar (1964-1985). Os oposicionistas lembram que o PT expulsou deputados que votaram a favor de Tancredo no colégio eleitoral de 1985. "Tardia e mal explicada, a homenagem a Tancredo Neves se reduz a uma encenação com as marcas inconfundíveis da impostura e do oportunismo, presentes em outras passagens da carreira da neo-petista Dilma Rousseff", atacou a oposição. (Fernando Taquari | Valor)
    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.