Na avaliação das operadoras, o acesso à internet via telefone móvel não é motivo de preocupação. Em nota, a Vivo informou que "o crescimento do uso do serviço de banda larga móvel pelos seus clientes foi um dos destaques" dos resultados financeiros da empresa em 2009.

Na avaliação das operadoras, o acesso à internet via telefone móvel não é motivo de preocupação. Em nota, a Vivo informou que "o crescimento do uso do serviço de banda larga móvel pelos seus clientes foi um dos destaques" dos resultados financeiros da empresa em 2009. "O parque de acesso a planos de dados 3G (internet), tanto por smartphones quanto modems, cresceu 152% em um ano", informou operadora. A conexão por meio de modens - utilizados em laptops - não foi objeto de análise do levantamento realizado pelo Centro de Estudos sobre as Tecnologias da Informação e da Comunicação (Cetic.br), que serviu de base para a reportagem. Portanto, não integram os resultados da pesquisa apresentada pelo JT. Investimento Também por meio de nota, a Oi informou que "nos últimos anos" tem realizado investimentos para ampliação da rede e infraestrutura de sua plataforma de dados. "Ao longo de 2009, a empresa investiu R$ 5,1 bilhões, sendo 48% desse total na telefonia móvel", afirma o comunicado. De acordo com a nota divulgada pela operadora, o investimento tinha como objetivo ampliar o alcance e a capacidade das redes 2G e 3G em todo o Brasil. "Paralelamente a essa expansão, houve um crescimento de quase 16% da base de clientes do serviço de banda larga móvel (3G) da Oi na comparação entre o terceiro e quarto trimestres de 2009", diz o texto. A Claro não se manifestou sobre o assunto. E nenhum representante da TIM foi encontrado para comentar o resultado da pesquisa do Cetic.br. <i>As informações são do Jornal da Tarde.</i>
    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.