SÃO PAULO - O volume de compras com cartões deve crescer 23% em outubro, na comparação com o mesmo mês de 2007, conforme projeção da Associação Brasileira das Empresas de Cartões de Crédito e Serviços (Abecs). Caso esse resultado se confirme, as transações com cartões de crédito, débito e private-label terão movimentado R$ 33,6 bilhões.

Somando a projeção da Abecs para outubro, o segmento de cartões terá faturado R$ 308,2 bilhões nos dez primeiros meses do ano, superando em 24% a cifra registrada em igual período do ano passado. A entidade reconhece que parte importante dessa evolução no desempenho se deve à contínua migração dos meios de pagamento tradicionais (cheque e dinheiro) para o eletrônico. A Abecs ressalta, no entanto, que a demanda comercial continua aquecida no Brasil, apesar da crise internacional no mercado financeiro.

O levantamento da entidade revela ainda que as operações com cartão de crédito respondem por 58% do faturamento do setor. Seus negócios devem corresponder a R$ 177,5 bilhões nos dez primeiros meses de 2008, com alta de 22% sobre o ano passado.

Os cartões de débito, no entanto, que atualmente detêm uma fatia de 28% do setor, vêm ampliando rapidamente sua participação. A expectativa é de que as compras com o instrumento somem R$ 87,2 bilhões entre janeiro e outubro desse ano, avançando 31% sobre o resultado do ano passado.

Os private-label detêm 14% do mercado, com faturamento previsto de R$ 43,5 bilhões em dez meses e alta de 21% em relação a 2007.

(Adilson Fuzo | Valor Online)

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.