Tamanho do texto

A oferta de petróleo da Opep deverá sofrer um corte adicional de 1 milhão de barris de cru por dia antes do fim do ano, avaliou o ministro venezuelano da Energia e do Petróleo, Rafael Ramírez, neste domingo.

"A Venezuela vai sugerir um novo corte da produção na próxima reunião da Organização de Países Exportadores de Petróleo (Opep)", em 29 de novembro, no Cairo, disse Ramírez, de acordo com nota divulgada pela estatal Petróleos de Venezuela (PDVSA).

Segundo a nota, Ramírez acredita que essa redução "deve se tornar efetiva antes que o ano termine".

Em 24 de outubro, a Opep concordou em reduzir sua produção em 1,5 milhão de barris diários (mbd), a partir de 1º de novembro, mas os preços continuaram caindo, desde então.

Oficialmente, a Venezuela produz 3,24 mbd, embora, de acordo com a Opep, não ultrapasse os 2,33 mbd.

bl/tt

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.