Publicidade
Publicidade - Super banner
enhanced by Google
 

Opep reduz novamente demanda mundial de petróleo em 2009

LONDRES (Reuters) - A demanda mundial por petróleo vai se contrair mais do que o esperado neste ano e o enfraquecimento da economia pode afetar o consumo, afirmou nesta quinta-feira a Organização dos Países Exportadores de Petróleo, abrindo espaço para um novo corte de produção. Em relatório mensal, a Opep afirmou que avalia que a demanda cairá em 180 mil barris por dia em 2009, 30 mil bpd a mais na comparação com a previsão anterior.

Reuters |

A demanda mundial por petróleo vai contratar mais do que o esperado neste ano, mas a fraca economia pode mais tarde desgastar o consumo, afirmou a Opep nesta quinta-feira, justificando cortes adicionais na oferta.

O consumo de petróleo está diminuindo neste ano e, em 2008 teve a primeira queda em mais de 20 anos.

"A considerável incerteza sobre o curso da recuperação envolve o potencial para uma nova deterioração do crescimento da demanda mundial por petróleo neste ano", informou o relatório, que é redigigo por economistas da Opep.

A revisão surge em resposta à evidência de que a economia global está muito mais fraca do que se pensava anteriormente, debilitando a demanda por petróleo e os preços. O petróleo recuou para quase 38 dólares o barril ante a máxima recorde de 147,27 dólares em julho.

Ainda assim, a projeção de queda na demanda da Opep é menos grave em comparação à previsão da Administração de Informação de Energia (AIE), que afirmou na terça-feira que o consumo deve cair 810 mil bdp em 2009.

O grupo exportador decidiu em reuniões, desde setembro de 2007, reduzir sua oferta de petróleo em 4,2 milhões de barris por dia para combater o forte declínio na demanda, e alguns membros estão cortando mais para fortalecer o mercado.

(Por Alex Lawler)

Leia tudo sobre: home

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG