Tamanho do texto

ARGEL (Reuters) - Os integrantes da Organização dos Países Exportadores de Petróleo (Opep) podem cortar a produção em duas etapas, uma quando se reunirem na semana que vem, em Viena, e a outra mais adiante, para equilibrar a oferta diante da demanda e aumentar os preços, disse o presidente do grupo neste domingo. Não está decidido se vamos tomar a decisão de reduzir a produção em 2 milhões de barris por dia, mas é muito provável que nós tomemos uma decisão de cortar dessa vez, e outra decisão posteriormente, para garantir o equilíbrio dos preços, disse Chakib Khelil à uma emissora de TV da Argélia.

Os comentários acontecem antes de uma reunião de emergência da Opep marcada para 24 de outubro, na Áustria. No encontro, o grupo vai discutir o impacto da retração econômica no mercado de petróleo.

"Acho primeiramente que há um consenso sobre a reunião entre os membros da Opep, por isso a urgência para todos os membros. Então, não há dúvida que todos os membros concordam que os estoques de petróleo estão mais altos que a demanda em cerca de 2 milhões de barris por dia", afirmou Khelil.

(Reportagem de Hamid Ould Ahmed)

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.