Tamanho do texto

Argel, 11 dez (EFE).- O ministro de Energia argelino e atual presidente da Organização de Países Exportadores de Petróleo (Opep), Chakib Khelil, afirmou hoje que o cartel deverá fazer um grande corte em sua produção na reunião prevista para 17 de dezembro em Oran, no oeste da Argélia.

"A reunião de Oran deve decidir um corte mais severo da produção para estabelecer o equilíbrio entre a oferta e a demanda", frisou Khelil, em declarações a rádios argelinas.

Ele explicou que existe um consenso entre os membros da organização para decidir este corte do teto de produção da Opep.

Além disso, o ministro argelino assinalou que seu país espera arrecadar US$ 76 bilhões em vendas de hidrocarbonetos no fechamento deste ano. EFE sk/rr

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.