O presidente da Organização dos Países Exportadores de Petróleo (Opep), Chakib Khelil, que também é ministro de Energia da Argélia, disse hoje que os mercados financeiros deveriam se preparar para uma decisão surpreendente sobre um possível corte da produção por parte do cartel, cujos membros se reúnem dia 17 em Orán, Argélia. Ele disse que existe um consenso para a redução significativa dos níveis da produção por parte dos 14 integrantes da Opep.

A melhor maneira de elevar os preços, segundo ele, é "surpreender" os mercados. Ontem, o contrato do petróleo para janeiro negociado em Nova York fechou em baixa de 6,55%, a US$ 40,81 o barril, o menor preço em quatro anos.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.