Publicidade
Publicidade - Super banner
enhanced by Google
 

Opep diz que recessão vai cortar a demanda por seu petróleo

LONDRES (Reuters) - A primeira queda da demanda mundial de petróleo em 25 anos vai reduzir com força a necessidade pelo produto da Opep em 2009, disse o grupo na terça-feira, abrindo a porta para um substancial corte de produção na reunião desta semana na Argélia. Em seu relatório mensal de mercado, a Organização dos Países Exportadores de Petróleo (Opep) afirmou que a demanda por seu petróleo deve cair uma média de 1,4 milhão de barris por dia no ano que vem, sendo que na primeira metade de 2009 a queda será ainda mais acentuada.

Reuters |

A estimativa é de que a demanda global por petróleo caia em média 150 mil bpd em 2009 para uma média de 85,7 milhões de bpd devido à desaceleração da economia mundial.

Isso representa uma revisão para baixo de 640 mil bpd em relação à previsão da Opep no mês passado, que estimava crescimento da demanda global por petróleo para 490 mil bpd em 2009.

O grupo produtor agora estima que a oferta de fora da Opep vai subir apenas 640 mil bpd em 2009 -- contra 710 mil bpd no relatório do mês passado -- enquanto sua estimativa do crescimento da oferta de fora da Opep em 2008 foi revisado para baixo, de 200 mil bpd para 100 mil bpd.

"Dado o crescimento negativo na demanda mundial por petróleo e o crescimento positivo na oferta de fora da Opep, a estimativa é de que a demanda pelo petróleo da Opep se reduza acentuadamente em 2009, caindo 1,4 milhão de bpd para uma média de 30,2 milhão de bpd", disse a Opep no relatório, escrito por economistas baseados em Viena.

"Além disso, no primeiro trimestre de 2009, a demanda por petróleo da Opep deve ter uma forte queda de 2,3 milhões de bpd em relação ao mesmo trimestre do ano anterior".

A expectativa é de que a Opep vai cortar a produção em 2 milhões de bpd quando se reunir na quarta-feira em Oran, na Argélia, já que o grupo luta para fixar um piso para os preços, que despencaram desde o recorde acima de 147 dólares o barril em julho.

O grupo, responsável por dois de cada cinco barris de petróleo no mundo, disse que a demanda por seu produto deve agora atingir uma média de 31,6 milhões de bpd em 2008.

(Por David Sheppard)

Leia tudo sobre: home

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG