Publicidade
Publicidade - Super banner
enhanced by Google
 

Opep diz que crise pode levar à superoferta de petróleo

Washington, 11 out (EFE).- A Organização dos Países Exportadores de Petróleo (Opep) disse hoje que existe o risco de uma oferta excessiva de petróleo na primeira metade de 2009, com o que pareceu sugerir um possível corte de sua produção.

EFE |

O cartel se reunirá em 18 de novembro em caráter extraordinário para avaliar o nível de bombeamento, mas Mohammad Alipour-Jeddi, chefe de seu departamento de análise, antecipou que a organização acredita que a demanda de petróleo cairá devido à instabilidade econômica.

"Com a produção atual bastante acima da demanda prevista para o petróleo da Opep, há risco de uma provisão excessiva do mercado na primeira metade de 2009", disse Alipour-Jeddi.

De acordo com ele, o bombeamento no Brasil aumentará, enquanto cairá no México e no Mar do Norte.

O representante da Opep fez este comentário durante a reunião semestral do Comitê Monetário e Financeiro Internacional, principal órgão diretor do Fundo Monetário Internacional (FMI), que realiza neste fim de semana sua assembléia anual junto ao Banco Mundial.

Segundo ele, ano que vêm a demanda mundial de petróleo aumentará em 900 mil barris por dia, um número inferior à média dos últimos 20 anos.

Além disso, ressaltou que a previsão está suscetível a possíveis revisões em baixa dada a instabilidade econômica.

Alipour-Jeddi previu que os países que não pertencem à Opep subirão sua produção em 2009 em 900 mil barris por dia, apesar do enfraquecimento da demanda. EFE cma/rr

Leia tudo sobre: home

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG