Tamanho do texto

SÃO PAULO - A Organização dos Países Exportadores de Petróleo (Opep) não mexeu em seu atual teto de produção de petróleo. A decisão foi comunicada ao fim do encontro realizado nesta quarta-feira em Viena, na Áustria.

O cartel notou que, embora a economia global está invertendo o curso registrado no fim de 2008 e início de 2009, com sinais positivos continuados dos setores de serviços e manufatureiro, ainda existem sérias ameaças.

Dentre os riscos, ressaltou a Opep, estão o déficit público crescente e potencialmente insustentável na maioria das economias avançadas, demanda fraca e aumento do protecionismo, entre outros elementos.

"Apesar de a projeção da demanda mundial de petróleo aumentar marginalmente durante este ano, essa elevação será mais do que compensada por um acréscimo esperado na oferta de países fora da Opep, o que significa que 2010 deve testemunhar uma queda na demanda pelo petróleo da Opep pelo terceiro ano consecutivo", observou o organismo.

A próxima reunião da Opep se dará em outubro, também em Viena.

(Juliana Cardoso | Valor)

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.