A Organização dos Países Exportadores de Petróleo (Opep) antecipou sua reunião de emergência em quase um mês para revisar a política de produção do grupo, refletindo o aumento da preocupação com a queda dos preços do petróleo. A reunião foi marcada para a sexta-feira da semana que vem (dia 24 de outubro), na sede do grupo, em Viena, antecipada da data anterior de 18 de novembro.

"As nações da Opep dependem das receitas com petróleo e diante da queda dos preços (da matéria-prima) até agora, estamos muito preocupados", disse o ministro do Petróleo da Nigéria, Odein Ajumogobia.

Ontem, os contratos futuros de petróleo fecharam abaixo de US$ 75 o barril em Nova York, pela primeira vez desde agosto do ano passado. Este ano, a queda acumulada do petróleo é de 22%. O mercado da commodity tem reagido a sinais de que a economia em recessão pode desacelerar, e possivelmente inverter, o crescimento da demanda mundial pelo produto. As informações são da Dow Jones.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.