Publicidade
Publicidade - Super banner
enhanced by Google
 

Opep afirma que queda do petróleo também afetará países consumidores

Londres, 28 out (EFE).- A Organização dos Países Exportadores de Petróleo (Opep) alertou hoje que a queda no preço do petróleo não apenas afetará seus membros, mas terá também um forte impacto nos países consumidores.

EFE |

"Com preços baixos não se investirá e haverá uma falta de oferta", afirmou hoje o secretário-geral da Opep, Abdalla Salem El-Badri, durante a conferência Oil & Money.

"Os baixos preços do petróleo são muito perigosos para a economia mundial", acrescentou o ministro da Energia dos Emirados Árabes Unidos, Mohammed Bin Dhaen Al Hamli.

O barril de petróleo caiu desde os US$ 147 de julho, o que representou um recorde histórico, até a casa de US$ 60 nos últimos dias.

Por isto, o ministro da Energia e Indústria do Catar, Abdullah Bin Hamad Al-Attiyah, afirmou que um preço "razoável" tanto para produtores como consumidores estaria entre US$ 70 e US$ 80.

"O preço caiu de forma dramática. Espero que não caia mais, pois isto afetaria toda a indústria", afirmou Attiyah.

O ministro do Catar afirmou que com preços do petróleo tão baixos serão congelados os projetos de investimento, o que seria "muito caro" para os países consumidores.

Além disso, disse que as energias alternativas, como os biocombustíveis, também não resistirão a preços do petróleo tão baixos.

No entanto, afirmou que o cartel, que na última sexta anunciou um corte da produção de 1,5 milhão de barris diários, não sabe atualmente como retornar a preços mais altos. EFE pdj/fal

Leia tudo sobre: home

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG