Tamanho do texto

Cerca de 14,6 milhões de pessoas estarão ameaçadas por um desastre humanitário no Chifre da África, assolado pela seca e pela escassez de alimentos, se os doadores não mobilizarem rapidamente fundos, alertaram nesta terça-feira em Nairóbi agentes da ONU.

"Se não recebermos urgentemente esta ajuda, haverá um desastre nessa região", declarou um porta-voz do Programa Mundial de Alimentos (PMA) das Nações Unidas, Peter Smerdon.

O PMA lançou um apelo urgente para a doação de 403 milhões de dólares (254 milhões de euros) destinados a alimentar até o final do ano populações ameaçadas pela fome em Somália, Etiópia, Djibuti, Quênia e na região de Karamoja, em Uganda.

bkb/dm

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.