A carga de energia elétrica no Sistema Interligado Nacional (SIN) aumentou 8,5% em março de 2010 ante igual mês de 2009, para 58,311 mil megawatts (MW) médios, segundo o boletim de carga mensal do Operador Nacional do Sistema Elétrico (ONS). No primeiro trimestre de 2010 ante o mesmo intervalo de 2009, a expansão da carga foi de 10,5%.

A carga de energia elétrica no Sistema Interligado Nacional (SIN) aumentou 8,5% em março de 2010 ante igual mês de 2009, para 58,311 mil megawatts (MW) médios, segundo o boletim de carga mensal do Operador Nacional do Sistema Elétrico (ONS). No primeiro trimestre de 2010 ante o mesmo intervalo de 2009, a expansão da carga foi de 10,5%. No acumulado dos últimos doze meses, a carga registrou crescimento de 3,3%. A carga inclui a demanda dos consumidores e as perdas de energia do sistema de transmissão. Os dados divulgados pelo ONS são preliminares.<p><p>Segundo o ONS, a expansão da carga é explicada, principalmente, por dois fatores: a retomada da produção industrial e o uso de aparelhos de refrigeração na classe residencial, em razão da ocorrência de temperaturas mais elevadas. Além disso, a incorporação de cerca de 400 MW médios com a interligação de Acre e Rondônia ao SIN, ocorrida ao final de outubro de 2009, contribuiu com aproximadamente 1,0% na taxa de crescimento de março de 2010 ante igual mês de 2009.<p><p>Entre as regiões, a carga no sistema Sudeste/Centro-Oeste cresceu 7,8% em março de 2010 ante igual mês de 2009, para 35,72 mil MW médios. No Sul, a expansão foi de 7%, para 9,898 mil MW médios. No Nordeste, o aumento foi de 13%, para 8,735 mil MW médios. No Norte, o ONS registrou incremento de 9,2% na carga de energia, para 3,958 mil MW médios.
    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.