Tamanho do texto

Genebra, 05 - A Organização Mundial da Saúde (OMS) estabeleceu níveis de segurança para a presença de melanina nos alimentos. É a primeira vez que os especialistas da OMS criam limites para o uso da substância, o que reflete a maior preocupação internacional com a questão após o escândalo do leite em pó na China.

A chamada Ingestão Diária Tolerável (TDI, na sigla em inglês) foi fixada em 0,2 miligrama por quilo de peso corporal. Na prática, significa que uma pessoa que pese 50 quilos pode tolerar até 10 mg de melanina ao dia, segundo a OMS. A agência enfatizou, contudo, que a melanina "não deve estar presente nos alimentos", embora a presença de traços da substância às vezes seja inevitável.

"Esperamos que isso possa guiar melhor as autoridades no intuito de proteger a saúde de seus cidadãos", afirmou Jorgen Schlundt, diretor de segurança alimentar da OMS. A melanina pode provocar pedra nos rins se consumida em níveis excessivos. As informações são da Dow Jones.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.