A crise econômica mundial pode aumentar a incidência de suicídio e enfermidades mentais entre as pessoas que enfrentam a perda de sua moradia ou meio de subsistência, alertou a Organização Mundial da Saúde (OMS).

"Não devemos nos surpreender ou menosprezar as perturbações e as possíveis conseqüências da crise financeira", afirmou a diretora-geral da OMS, Margaret Chan, durante uma reunião em Genebra com profissionais da saúde mental.

Esta semana, um homem de Los Ángeles, de 45 anos, matou a disparos cinco membros de sua família e se suicidou. Deixou uma carta para a polícia explicando que o motivo de sua decisão era sua difícil situação econômica.

wtf/cn

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.