Publicidade
Publicidade - Super banner
enhanced by Google
 

Oito grandes empresários alemães pedem ao governo mais medidas contra crise

Oito grandes empresários alemães, entre eles executivos da Volkswagen, Adidas e BASF, fizeram um apelo ao governo para que sejam adotadas mais medidas para combater a crise financeira, revela a revista Der Spiegel em sua edição que vai às bancas na segunda-feira.

AFP |

Em declarações à publicação, os oito "superempresários" alemães pedem que também os bancos tomem medidas para reativar o crédito.

O governo da chanceler alemã, Angela Merkel, tem sido duramente criticado por estar fazendo menos que o esperado para sustentar a economia do país, que já entrou em recessão.

"Precisamos impedir que a crise se transforme em um incêndio devastador", afirmou o presidente da Volkswagen, Martin Winterkorn.

O presidente da Adidas, Herbert Hainer, estimou que o governo "deveria reduzir os impostos para estimular o consumo", sugerindo um corte "temporário do IVA (Imposto sobre Valor Agregado) de 19% para 16%".

Já o presidente da gigante da química industrial BASF, Jurgen Hambrecht, propôs "reduzir os impostos sobre os salários pequenos e médios" e aumentar os investimentos em infra-estrutura.

Se o governo "se recusar a investir agora em um programa conjuntural, mais tarde vai precisar gastar para aplacar as conseqüências sociais da crise", alertou por sua vez Holger Harter, vice-presidente da Porsche.

fc/ap

Leia tudo sobre: home

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG