Publicidade
Publicidade - Super banner
enhanced by Google
 

Oi vai dividir área financeira em duas: operacional e dívida/custos

Para os próximos dois anos, a Oi está criando duas áreas de trabalho na área financeira, ou um centro de serviço compartilhado. As áreas serão uma operacional e outra para corte de custos e refinanciamento da dívida, afirmou o presidente da companhia, Luiz Eduardo Falco, em entrevista para a Agência Estado.

Agência Estado |

Na sede da Bolsa de Nova York (NYSE), o executivo afirmou que Alex Zornig, que foi do Safra, vai assumir a segunda área. Para a divisão operacional ainda não foi definido um nome, ponderou.

Falco explicou que o diretor Financeiro, José Luis Salazar, "não se sentiu motivado a ficar em nenhuma destas duas posições e achou que tinha terminado o ciclo dele". Sobre as funções de Zornig, com foco em corte de custo e no gerenciamento da dívida, Falco observa que a companhia "sempre foi uma empresa desalavancada", mas cita que e a dívida consolidada vai subir para 2,1 vezes o Ebitda, e dentro de três anos, afirma ele, o volume deve cair para 1,5 vezes o Ebitda". De acordo com o balanço da Oi no terceiro trimestre de 2008, a dívida líquida representava 1,5 vezes o Ebitda consolidado dos últimos doze meses.

A outra área é para absorver a BrT", ponderou. "A dívida não é desconfortável, mas não é pequena, algo perto de R$ 17 bilhões hoje e vai até R$ 22 bilhões quando terminar as operações". Os executivos em NY para a celebração de 10 anos de negociação dos papéis na NYSE e tocar o sino de encerramento do pregão.

Leia tudo sobre: home

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG