Publicidade
Publicidade - Super banner
enhanced by Google
 

Oi: não há perspectiva de renegociação de contrato com BrT

A Oi não tem perspectiva de renegociação do contrato de compra da BrT, afirmou o presidente da companhia, Luiz Eduardo Falco. Não quer dizer que não possa vir a ter, mas neste momento não tem, afirmou para a Agência Estado, na Bolsa de Nova York (NYSE).

Agência Estado |

"É prazo apertado, mas é um prazo que já foi feito. Já houve operações que foram feitas neste prazo."

O executivo acrescenta que há "chance razoável de aprovação do PGO esta semana. Este documento estaria já na Casa Civil, para análise finais e assinatura, mas quem faz isso é o Executivo." Depois a empresa verifica a anuência da Anatel e "tem o prazo até 21 de dezembro para liquidar este assunto". Para a compra da BrT, o executivo afirmou que a empresa já tem os recursos totais disponíveis. "Paga-se o controle e depois de três a quatro meses paga-se o tag along. Mais ou menos por abril faremos o pagamento das ONs de tag along", ponderou.

Segundo Falco, a empresa já levantou todos os recursos necessários para o negócio. Ele disse que o cálculo já inclui o empréstimo ponte que será fechado esta semana. "Todo dinheiro já está contratado", ponderou. Ele estimou que o valor está próximo de R$ 13 bilhões. A compra da BrT, completou Falco, "não irá gerar corte de pessoal", uma vez que BrT e Oi têm áreas de atuação complementares dentro do País. Mas vai gerar corte de custos, embora Falco tenha afirmado que ainda não tem estimativa disponível sobre o montante.

Leia tudo sobre: home

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG