Resultado é favorecido por ganhos de sinergia com a integração da Brasil Telecom (BrT)

O lucro recorde de R$ 496 milhões registrado pelo grupo Oi no primeiro trimestre é resultado principalmente dos ganhos de sinergia obtidos com a integração da Brasil Telecom (BrT). Os ganhos somaram R$ 300 milhões no período. Ao todo, as sinergias já proporcionaram uma economia de R$ 1,1 bilhão ao grupo desde a aquisição da BrT, em 2008.

O diretor de Finanças e Relações com Investidores, Alex Zornig, explica que o lucro foi beneficiado ainda pela queda no endividamento da companhia, que possibilitou uma menor despesa financeira. Esse item teve um impacto de R$ 150 milhões no resultado antes da cobrança dos impostos. Zornig lembra que, na comparação com o primeiro trimestre de 2009, a Oi trabalhou com um patamar de juros mais baixo para rolar sua dívida.

O Banco Central só elevou a taxa Selic em abril deste ano. Também pesaram no resultado os ganhos tributários obtidos com a reestruturação do grupo, que incorporou praticamente todas as companhias da cadeia societária da BrT. Apenas a última etapa do processo ainda não foi concluída. Em janeiro, a Oi decidiu suspender a incorporação das ações da Brasil Telecom após a descoberta de novos passivos, que elevaram de R$ 1,29 bilhão para R$ 2,5 bilhões a provisão para contingências judiciais relacionadas a planos de expansão.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.