Publicidade
Publicidade - Super banner
enhanced by Google
 

Oi informa que dará andamento ao processo de compra da Brasil Telecom

RIO DE JANEIRO -A assinatura do decreto que permite modificações nas estruturas legais das empresas de telefonia do País, nesta quinta-feira, pelo Presidente Luiz Inácio Lula da Silva, autorizará o andamento do processo de compra da Brasil Telecom pela Oi.

Redação |

Segundo o ministro das Comunicações, Hélio Costa, o novo texto gera modificações no Plano Geral de Outorgas (PGO). "Uma empresa telefônica de um Estado poderá atuar em outra região desde que a operação seja aprovada pela Anatel. Entendemos que a competição será ampliada no mercado", avalia Costa".   

Por meio de uma nota, a Oi informa que "o novo texto do PGO constitui um marco para o setor de telecomunicações brasileiro, renovando as perspectivas de crescimento e contemplando, sobretudo, os interesses dos consumidores, que se beneficiarão de um cenário de maior competição no setor".

Segundo o comunicado da empresa, "aprovada pela Anatel, a compra da Brasil Telecom pela Oi dará origem à plataforma brasileira de telefonia estruturada para competir em igualdade de condições com os players multinacionais que atuam no país. Com o negócio, nascerá uma companhia com controle 100% nacional, presente em todo o território brasileiro e com capacidade de expansão internacional".

Em um prazo de cinco anos, a nova companhia terá porte para expandir suas operações para Europa, África e América Latina, com estimativa de poder alcançar 30 milhões de clientes no mercado internacional, totalizando 110 milhões de acessos no Brasil e no mundo.

O documento também ressatal que "os consumidores serão beneficiados com o aumento da concorrência, que se intensificará principalmente na área de telefonia celular com o surgimento da quarta operadora com presença nacional, e no mercado corporativo. Com a integração das estruturas das duas empresas, surgirá o segundo backbone (rede de comunicação de dados) de abrangência nacional".

Leia tudo sobre: brasil telecom

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG