Publicidade
Publicidade - Super banner
enhanced by Google
 

Oi finaliza emissão de R$ 3,6 bi em notas para aquisição da BrT

RIO - A Oi finalizou a emissão de R$ 3,6 bilhões em notas promissórias, em operação coordenada pelos bancos Itaú BBA, Santander, Bradesco BBI e ABN Amro Real. Esse montante representa mais de 70% dos recursos que pretende captar para a futura aquisição da Brasil Telecom, que depende da alteração do Plano Geral de Outorgas (PGO) e de anuência prévia da Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel).

Valor Online |

De acordo com nota divulgada pela Oi, foram emitidas 144 notas promissórias, em série única, com valor nominal de R$ 25 milhões cada uma. A operação terá prazo de dois anos ao custo da variação do CDI mais 1,60% ao ano. Os coordenadores contratados foram: Banco Safra de Investimento S.A., ING Bank N.V., Banco do Nordeste do Brasil S.A., Banco Alfa de Investimento S.A. e Banco de Tokyo Mitsubishi UFJ Brasil S.A..

Esta foi a segunda etapa do programa de financiamento para futura compra da BrT. Na primeira fase houve emissão de Cédulas de Crédito Bancário (CCB), no valor de R$ 4,3 bilhões, pelo Banco do Brasil. A terceira etapa para o financiamento deverá, segundo a empresa, ser concluída até dezembro, com a captação de aproximadamente R$ 3 bilhões.

No total, a Oi pretende captar cerca de R$ 11 bilhões, o equivalente a 85% dos cerca de R$ 13 bilhões estimados para a aquisição da BrT e para as ofertas públicas de compra de ações (OPAs obrigatória e voluntária) dos minoritários já anunciadas.

Entre as opções cogitadas para esta última etapa estão o lançamento de bônus no exterior, a captação de empréstimos bancários no exterior e a contratação de recursos junto a organismos multilaterais, diz a nota divulgada pela Oi.

(Rafael Rosas | Valor Online)

Leia tudo sobre: telefonia

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG