Publicidade
Publicidade - Super banner
enhanced by Google
 

Oi desiste de multa por cancelamento

A Oi deixará de cobrar multa para cancelamento e mudança de planos pós-pagos de sua base atual e novos clientes. Com isso, a operadora quer reforçar sua estratégia de se concentrar na prestação de serviços e conquistar clientes com a portabilidade numérica, recurso que vigorará em todo o Brasil em março e permite mudar de operadora sem trocar o número do telefone.

Agência Estado |

Até então, o assinante que suspendesse o relacionamento com a empresa antes de 12 meses teria de pagar multa entre R$ 100 e R$ 400. Cerca de 2 milhões de assinantes de pós-pagos poderão ser beneficiados.

Segundo o diretor de Mercado da Oi, João Silveira, a empresa estuda ainda como levar o benefício à região 2, área da Brasil Telecom (BrT), comprada recentemente pela Oi. "Com certeza teremos postura bastante agressiva na região 2. Ainda estamos analisando a estrutura de planos e serviços da BrT para poder decidir em que velocidade implantar as novas medidas. Mas com certeza a estratégia deve ser a mesma para toda a área geográfica", afirmou o diretor da Oi, durante teleconferência.

O primeiro passo da Oi para se concentrar na prestação de serviços foi a suspensão da política de subsidiar aparelhos celulares. A operadora continua oferecendo subsídios aos assinantes de planos pós-pagos, mas o benefício, que pode chegar a R$ 1.300,00, segundo Silveira, é creditado no cartão de crédito, na conta de cliente ou vem sob a forma de serviços. "Vamos continuar oferecendo subsídio (mesmo sem o contrato de fidelização), só que em dinheiro para o cliente gastar como quiser", garantiu Silveira. Desde 2007 a Oi passou a vender somente aparelhos não bloqueados. Além disso, passou a desbloquear gratuitamente celulares subsidiados por outras operadoras. Queremos que o cliente fique na Oi porque ele é bem tratado e não por ser obrigado", disse.

 

Leia tudo sobre: oi

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG