A Oi convoca em 16 de junho assembleia geral ordinária (AGO) para deliberar sobre as relações de troca entre as ações da Brasil Telecom (BrT) e da Telemar (TMAR), que serão usadas na etapa final da reorganização societária do grupo. A proposta é de 0,3955 ação ordinária da Telemar para cada ação ordinária da BrT e de 0,2191 ação preferencial classe C da Telemar para cada ação preferencial da BrT, conforme fato relevante em 25 de março.

A Oi convoca em 16 de junho assembleia geral ordinária (AGO) para deliberar sobre as relações de troca entre as ações da Brasil Telecom (BrT) e da Telemar (TMAR), que serão usadas na etapa final da reorganização societária do grupo. A proposta é de 0,3955 ação ordinária da Telemar para cada ação ordinária da BrT e de 0,2191 ação preferencial classe C da Telemar para cada ação preferencial da BrT, conforme fato relevante em 25 de março. Essa relação foi ajustada para refletir alterações nas provisões para contingências judiciais cíveis da Brasil Telecom S.A. (BrT) referentes a demandas relacionadas a direitos dos titulares de planos de expansão. O processo de incorporação foi suspenso pelo grupo Oi em janeiro, após a descoberta de um esqueleto judicial avaliado em R$ 2,5 bilhões, referente aos antigos planos de expansão do sistema Telebrás. Inicialmente, a estimativa mensurada para esse tipo de provisão era de R$ 1,29 bilhão.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.