Publicidade
Publicidade - Super banner
enhanced by Google
 

OGX, valendo 80% menos, diz que crise não muda investimentos

RIO (Reuters) - A OGX Petróleo e Gás, dona do maior IPO da história no Brasil, informou nesta sexta-feira que a crise financeira global não provocará nenhuma mudança nos planos de investimentos traçados pela companhia. O presidente-executivo da OGX, Rodolfo Landim, afirmou que a companhia está bem capitalizada, com 7,7 bilhões de reais em caixa, depois de ter levantado o valor recorde de 6,7 bilhões de reais na oferta inicial de ações em junho, e manterá o cronograma dos projetos de exploração e produção.

Reuters |

"Está tudo tranquilo para nós e funcionando como previsto. A crise não afeta nada a OGX", disse Landim a jornalistas na cerimônia de posse de novos diretores da ANP (Agência Nacional de Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis), no Rio.

As ações da OGX perderam 81 por cento do valor desde os primeiros negócios com os papéis, em 13 de junho, até o fechamento na quinta-feira. O papel da empresa estreou cotado a 1.345 reais na Bovespa, e fechou na quinta-feira a 254 reais.

Nesta sexta, por volta das 12h, a ação da empresa apresentava recuperação, subindo 4,3 por cento, enquanto o índice da bolsa subia 2 por cento.

"A OGX está capitalizada. Ela levantou todos os recursos necessários para os próximos 3 anos e meio", acrescentou Landim.

A empresa já afretou uma sonda para as primeiras perfurações nas áreas que arrematou na 9a rodada de licitação de blocos de petróleo e gás.

Segundo Landim, que já foi diretor da Petrobras e da BR Distribuidora, as primeiras perfurações devem começar até setembro do ano que vem e a estimativa para início de produção comercial é para 2011.

A OGX já confirmou participação na próxima rodada de áreas de petróleo no Brasil. A empresa é uma das já qualificadas pela ANP para a 10a rodada, que vai oferecer somente áreas em terra.

(Reportagem de Rodrigo Viga Gaier)

Leia tudo sobre: home

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG