Tamanho do texto

A OGX, empresa de petróleo e gás do grupo EBX, anuncia ter identificado hidrocarbonetos em uma seção do poço OGX-9DB (3-OGX-9DB-RJS), no bloco BM-C-41, em águas rasas da parte sul da Bacia de Campos. Trata-se da seção de idade geológica eocênica, com net pay (área com óleo de fato) de 60 metros em reservatórios arenosos.

A OGX, empresa de petróleo e gás do grupo EBX, anuncia ter identificado hidrocarbonetos em uma seção do poço OGX-9DB (3-OGX-9DB-RJS), no bloco BM-C-41, em águas rasas da parte sul da Bacia de Campos. Trata-se da seção de idade geológica eocênica, com net pay (área com óleo de fato) de 60 metros em reservatórios arenosos. O poço OGX-9DB, com atividades de perfuração desde fevereiro, situa-se a 87 quilômetros da costa do Estado do Rio de Janeiro e está a 2,1 quilômetros de distância do OGX-1, na acumulação denominada Vesúvio. "Também foi identificado o contato óleo-água em níveis mais profundos, sendo este um relevante indicador no processo de delimitação do complexo Vesúvio", explica a companhia, em nota, adicionando que o poço está em preparação para testes de formação. No comunicado, o diretor geral da OGX, Paulo Mendonça, comenta que a descoberta "vem confirmar o grande potencial desta bacia em diversas idades geológicas, abrindo, portanto, uma expressiva frente de novas possibilidades para estes reservatórios".
    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.