Ofício do diretor-geral da Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel), Jerson Kelman, encaminhado no início do mês para o diretor-geral do Ibama, Roberto Messias, sinaliza que a Aneel vai aprovar, do ponto de vista técnico, a proposta do consórcio Energia Sustentável do Brasil (Enersus) de alterar em 9 km o local de construção da hidrelétrica de Jirau, no Rio Madeira. Formalmente, a Aneel só vai autorizar ou não a mudança depois que o Ibama der a licença de instalação.

Mas o documento assinado por Kelman revela que a área técnica da agência conclui "pelo total atendimento às exigências essenciais à concessão". Segundo o Enersus, a mudança aumentará em 45 megawatts médios a energia assegurada da usina, que seria de 1.975 megawatts. As informações são do jornal O Estado de S.Paulo.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.