Publicidade
Publicidade - Super banner
enhanced by Google
 

Odebrecht lamenta erros em usina hidroelétrica do Equador

Quito, 25 ago (EFE).- A brasileira Odebrecht lamentou as falhas encontradas pelas autoridades equatorianas em uma inspeção na usina hidroelétrica San Francisco, que iniciou suas operações no ano passado.

EFE |

A planta de San Francisco, localizada na província amazônica de Pastaza e com uma potência instalada de 230 megawatts, começou a funcionar em junho de 2007, mas parou suas operações no início deste ano.

"a Odebrecht Alstom Vatech lamenta os eventos ocorridos na central Hidroelétrica San Francisco, detectados em uma inspeção de rotina programada, em conjunto com as autoridades nacionais", cita um comunicado da empresa brasileira.

"Diante do acontecido, o Consórcio comunica que ampliou para cinco anos a garantia do túnel da central Hidroelétrica San Francisco, acolhendo uma solicitação do Governo" equatoriano, acrescenta o documento da empresa, criticada este fim de semana pelo Chefe de Estado, Rafael Correa.

O texto diz que a empresa está "trabalhando na central com 299 pessoas e equipes especializadas, consultores nacionais e internacionais, 24 horas do dia, sete dias por semana", com o objetivo de que a unidade "reinicie sua operação normal o mais tardar no dia 4 de outubro deste ano".

"Não poupamos esforços nem recursos para finalizar os trabalhos o mais breve possível. Ratificamos, como fizemos desde o início, o compromisso de pôr em operação San Francisco o mais rápido possível", acrescenta o documento. EFE jc/ma

Leia tudo sobre: home

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG