SÃO PAULO - O presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, voltou hoje a pressionar o congresso norte-americano a não adiar mais a aprovação do pacote de estímulo fiscal de cerca de US$ 800 bilhões que tramita atualmente no legislativo. Obama ressaltou que diversos economistas, de diferentes vertentes, estão alertando para o risco de perda de milhões de empregos nos EUA se uma ação não for tomada imediatamente. Os comentários do presidente foram feitos na tarde de hoje para uma plateia na na cidade de Elkhart, em Indiana, uma das regiões mais afetadas pela crise.

"Vocês não nos mandaram para Washington porque queriam mais do mesmo. Vocês nos mandaram para lá com um mandato para mudança", afirmou Obama, lembrando do principal lema de sua campanha.

O presidente tenta pressionar os parlamentares porque precisará de apoio dos rivais republicanos para conseguir aprovar o pacote. A votação, que estava programada para ocorrer na semana passada, tem sido adiada e agora está marcada para ocorrer amanhã.

(Valor Online, com agências internacionais)

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.