Washington, 10 fev (EFE).- O Governo do presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, suspendeu hoje a aplicação de um plano para abrir a prospecção petrolífera na costa do país.

O secretário do Interior, Ken Salazar, disse que a suspensão será mantida por 180 dias contados a partir de 23 de março e terá como objetivo determinar os recursos petroleiros e de gás com que conta o país na costa.

A abertura da prospecção petrolífera marinha a partir de 2010 foi anunciada pelo Governo George W. Bush, três dias antes de entregar o controle da Casa Branca a Obama, em 20 de janeiro.

Os estudos para essa abertura tinham sido anunciados em julho do ano passado quando o petróleo rondava os US$ 150 o barril nos mercados internacionais.

Segundo o Governo Bush, seu plano permitiria explorações sobre uma superfície de 121 milhões de hectares.

A proposta abriu a possibilidade de conceder contratos de prospecção de petróleo e gás natural "quase sem consulta a estados, indústria e comunidade", disse Salazar.

"Na minha opinião, essa foi uma decisão apressada do pior tipo", acrescentou Salazar, em coletiva de imprensa.

Segundo ele, nos próximos meses o Departamento de Interior fará reuniões públicas no Alasca, na costa ocidental, na costa atlântica e na do Golfo do México para escutar as opiniões dos governadores, grupos industriais e ambientalistas.

Apesar de ser um dos maiores produtores, os EUA importam cerca de 60% do petróleo que precisa. EFE ojl/rr

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.