Publicidade
Publicidade - Super banner
enhanced by Google
 

Obama se reúne com secretário do Tesouro e presidente do Fed

O candidato democrata à Casa Branca, Barack Obama, se encontrou nesta terça-feira com o secretário do Tesouro, Henry Paulson, e o presidente do Banco Central americano (Fed), Ben Bernanke, informou uma porta-voz do senador de Illinois.

AFP |

Obama conversou com Paulson por telefone e se reuniu diretamente com Bernanke. A idéia era fazer um balanço da situação econômica dos Estados Unidos, sobretudo da crise imobiliária, e analisar as perspectivas de futuro, destacou a porta-voz.

O mandato de Bernanke no comando do Fed expira no fim de janeiro de 2010. O próximo presidente americano tomará posse em janeiro de 2009, e decidirá se mantém Bernanke no cargo.

Depois de uma viagem de oito dias ao Oriente Médio e à Europa, Obama escolheu recolocar as questões econômicas - a principal preocupação dos eleitores americanos - no centro de sua campanha.

O candidato democrata apresentou um novo plano de recuperação da economia, no modelo do negociado pela Casa Branca com o Congresso, baseado em créditos de impostos.

Sobre a crise imobiliária, o senador de Illinois expressou seu apoio ao amplo plano de resgate aprovado pelo Congresso no sábado. O plano ainda deve ser sancionado pelo presidente George W. Bush.

O texto prevê medidas de ajuda às pessoas endividadas e a Fannie Mae e Freddie Mac, os dois gigantes do refinanciamento hipotecário, que passaram perto da implosão no início deste mês.

Fannie Mae e Freddie Mac, que terão o apoio de dinheiro público, possuem ou garantem 5,2 trilhões de dólares de créditos hipotecários, ou seja, quase 50% do total destes créditos nos Estados Unidos.

Obama organizou segunda-feira, em Washington, uma reunião de especialistas em economia da qual participaram cerca de 20 pessoas, entre elas o ex-presidente do Fed Paulo Volcker, o bilionário Warren Buffett, o presidente do Google, Eric Schmidt, o presidente do JP Morgan Chase, James Dimon, e a presidente da PepsiCo, Indra Nooyi, além do ex-secretário do Tesouro Paul O'Neill.

aje/yw/LR

Leia tudo sobre: home

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG