Publicidade
Publicidade - Super banner
enhanced by Google
 

Obama saúda plano de resgate e promete proteger contribuintes nos EUA

O candidato democrata à presidência dos EUA, Barack Obama, prometeu proteger os contribuintes e proprietários de imóveis das seqüelas da crise de Wall Street, ao comemorar, nesta sexta-feira, a adoção do plano para resgatar o setor bancário americano.

AFP |

"Fico feliz de ver que, finalmente, chegamos a um acordo", declarou Obama aos jornalistas, depois de o Congresso ter aprovado, em definitivo, o plano de resgate posteriormente promulgado pelo presidente George W. Bush.

Obama fez um apelo ao secretário americano do Tesouro, Henry Paulson, para que "se proteja os contribuintes" e disse desejar que o plano seja adotado rapidamente para aliviar os proprietários que correm o risco de ver sua casa hipotecada.

Obama disse que falou, pessoalmente, com vários legisladores democratas que haviam votado, na segunda-feira, contra o plano em sua versão original, antes que a versão revista do projeto fosse, de novo, submetida à votação nesta sexta.

"Acho que, antes de mais nada, esses parlamentares queriam obter garantias (...) que esse plano não consistia em dar 700 bilhões de dólares a alguns bancos, mas que, de fato, destinava-se a garantir que o mercado de crédito funcione para o maior número de pessoas e que nós não tenhamos um colapso", completou.

Obama comentou ainda que esses legisladores, os quais não citou, também queriam garantias de que ele, como "potencial próximo presidente", fará tudo que puder para ajudar os contribuintes a recuperar seu dinheiro, quando o setor melhorar, e que ajudará os proprietários em dificuldades.

dm/tt

Leia tudo sobre: home

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG