O candidato democrata à Casa Branca, Barack Obama, prometeu, nesta segunda-feira, que, se for eleito em 4 de novembro, os Estados Unidos vão eliminar por completo sua necessidade de petróleo da Venezuela e do Oriente Médio, graças a um plano de 150 bilhões de dólares em fundos públicos.

"Se for eleito presidente, dirigirei, imediatamente, todos os recursos do governo federal e toda a energia do setor privado para um único objetivo: em dez anos, eliminaremos a necessidade de petróleo de todo o Oriente Médio e Venezuela", garantiu o candidato, em um discurso em Lansing, no Michigan (norte).

"Para isso, investiremos 150 bilhões de dólares durante os próximos dez anos e reuniremos mais milhões em capital privado", disse Obama, prometendo também que seu plano criará cinco milhões de empregos.

Sua iniciativa tem três passos.

O primeiro é a construção de veículos mais eficientes em matéria de consumo de combustível, com números que deveriam alcançar, segundo ele, um milhão de carros híbridos de menor consumo nos próximos seis anos.

O segundo passo é que 10% da energia utilizada no país provenha de fontes renováveis, aumentando o investimento em pesquisa científica, além de estimular o desenvolvimento de fontes alternativas de energia, por meio da concessão de incentivos fiscais e de contratos governamentais.

"Finalmente, o terceiro passo que darei é apelar para as empresas, governo e o povo americano para alcançar o objetivo de reduzir nossa demanda de eletricidade em 15% ao final da próxima década", completou.

A Venezuela é um dos cinco principais fornecedores de petróleo dos EUA, assim como um dos maiores vendedores de gasolina no país, por intermédio dos postos de gasolina CITGO espalhados em todo o território.

mr/tt/sd

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.