Publicidade
Publicidade - Super banner
enhanced by Google
 

Obama: plano não ajudará mutuários irresponsáveis

O presidente dos EUA, Barack Obama, afirmará hoje, em discurso em Phoenix, que o plano para ajudar famílias a refinanciarem suas hipotecas vai se concentrar nos mutuários que seguem as regras, referindo-se às preocupações de que o programa possa ser explorado por proprietários de imóveis que fizeram apostas arriscadas no mercado imobiliário. Eu quero deixar muito claro o que esse plano não fará: ele não irá resgatar os inescrupulosos e irresponsáveis aplicando dinheiro dos bons contribuintes em empréstimos ruins, dirá Obama, de acordo com uma cópia adiantada do discurso.

Agência Estado |

As pessoas cujas hipotecas tradicionais estão em risco poderão refinanciar os empréstimos, enquanto os mutuários com hipotecas subprime poderão modificar os termos de seus créditos.

De acordo com a agência Dow Jones, em linhas gerais o plano prevê a liberação de US$ 75 bilhões para ajudar até 9 milhões de mutuários que sofrem com a queda dos preços dos imóveis e com mensalidades de hipotecas que não conseguem pagar.

Obama alertará no discurso que a crise imobiliária pode aprofundar-se muito se não for enfrentada. "No final, todos nós estamos pagando um preço por essa crise hipotecária". "E todos pagaremos um preço maior se deixarmos que essa crise se aprofunde, uma crise que prejudica os proprietários de imóveis, a classe média e o próprio sonho americano."

Obama dirá também que qualquer empresa financeira que receber, ou esperar receber assistência do Programa de Alívio de Ativos Problemáticos (Tarp) terá de concordar em modificar suas carteiras de crédito em linha com as diretrizes que foram estabelecidas. De acordo com o plano, o governo federal vai cobrir metade das perdas assumidas por credores que trabalharem com seus tomadores de empréstimos para reduzir suas mensalidades. As informações são da Dow Jones.

Leia tudo sobre: home

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG