corrigir desequilíbrios comerciais - Home - iG" /
Publicidade
Publicidade - Super banner
enhanced by Google
 

Obama pede a líder chinês para corrigir desequilíbrios comerciais

Washington, 30 jan (EFE).- O presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, conversou hoje por telefone com o líder chinês, Hu Jintao, a quem, entre outros assuntos, ressaltou a necessidade de corrigir desequilíbrios comerciais globais, informou a Casa Branca.

EFE |

O porta-voz da Casa Branca, Robert Gibbs, afirmou que Obama e Hu abordaram, também, a crise financeira internacional e se mostraram de acordo com a necessidade de uma "maior cooperação e mais estreita" entre Washington e Pequim para enfrentá-la.

No entanto, Obama ressaltou também "a necessidade de corrigir os desequilíbrios comerciais globais" para estimular o crescimento e para reativar os mercados de créditos.

Na conversa telefônica desta sexta-feira, os líderes também conversaram sobre sua intenção de criar "uma relação mais positiva e construtiva" entre os respectivos países, e o presidente americano expressou ao líder chinês seu interesse em se reunir com ele.

Os dois líderes concordaram em cooperar em assuntos globais como os programas nucleares norte-coreano e iraniano, a luta contra o terrorismo, a mudança climática ou Afeganistão e Paquistão.

Obama agradeceu à China por seu papel como anfitrião das conversas de seis lados para persuadir a Coreia do Norte a renunciar às suas atividades nucleares em troca de incentivos diplomáticos e econômicos.

Durante sua audiência de confirmação, o secretário do Tesouro, Timothy Geithner, disse, na semana passada, que a China manipula a cotação de sua divisa e mantém o preço do iuane artificialmente baixo para impulsionar suas exportações. EFE mv/db

Leia tudo sobre: home

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG