Washington, 4 fev (EFE).- O presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, anunciará hoje que seu Governo imporá limites salariais aos diretores das empresas que recebam ajudas estatais, informa hoje a imprensa local.

Citando como fonte "pessoas que conhecem os planos do Governo", vários diários americanos asseguram que os diretores terão que se conformar com salários de US$ 500 mil ao ano, apenas 25% maior que o do presidente dos EUA, que é de US$ 400.

Caso se beneficiem das ajudas do estado na próxima fase do resgate econômico, esses executivos também não poderão contar com bônus salariais, mas terão acesso aos ganhos que lhes correspondam como titulares de ações de suas próprias empresas.

O próprio presidente Obama, acompanhado de seu secretário do Tesouro, Timothy Geithner, deve anunciar essas e outras medidas hoje na Casa Branca, segundo anuncia a imprensa. EFE wm/rr

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.