Publicidade
Publicidade - Super banner
enhanced by Google
 

Obama expressa apoio à ajuda do Governo americano às montadoras

Washington, 19 dez (EFE) - O presidente eleito dos Estados Unidos, Barack Obama, expressou hoje apoio ao anúncio do líder americano, George W. Bush, de ajudas no valor de US$ 17,4 bilhões às montadoras.

EFE |

Em comunicado, Obama considerou as medidas adotadas pelo Governo "um passo necessário" para evitar o afundamento do setor automobilístico americano, que viu agravada a crise que já o afetava devido à drástica queda nas vendas nos últimos meses.

O colapso do setor, explicou Obama, "teria tido conseqüências devastadoras em nossa economia e entre nossos trabalhadores".

A ajuda a curto prazo que representam os empréstimos deve servir, segundo o presidente eleito, para que todas as partes envolvidas, "incluindo os trabalhadores, as concessionárias, os credores e os fornecedores", adotem as medidas necessárias para conseguir a viabilidade a longo prazo do setor.

"As companhias automobilísticas não devem desperdiçar esta oportunidade de reformar a má gestão administrativa e começar a reestruturação a longo prazo que é imprescindível para salvar esta importante indústria e os milhões de postos de trabalho que dependem dela", afirmou Obama.

Em um comparecimento antes da abertura dos mercados hoje, Bush anunciou que o dinheiro do plano, que tem como objetivo evitar o colapso do setor automotivo nos Estados Unidos, procederá dos US$ 700 bilhões de ajudas reservados para o resgate do setor financeiro.

Bush não deu detalhes sobre quanto dinheiro General Motors (GM) e Chrysler receberão, mas funcionários da Casa Branca indicaram que os dois fabricantes receberão imediatamente US$ 13,4 bilhões em empréstimos, e outros US$ 4 bilhões estarão disponíveis em fevereiro.

A Ford disse que não precisa, atualmente, de ajuda financeira.

EFE mv/db

Leia tudo sobre: home

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG