SÃO PAULO - A notícia de que a economia norte-americana perdeu mais 524 mil postos de trabalho em dezembro foi usada como argumento hoje pelo presidente eleito dos EUA, Barack Obama, para tentar convencer os que ainda resistem a alguns pontos do seu pacote de estímulo, de que o governo do país precisa agir com rapidez para recuperar a economia. Claramente a situação é alarmante. E está se deteriorando, o que demanda uma ação urgente e imediata, afirmou Obama hoje em entrevista.

O pacote que está em gestação é avaliado em cerca de US$ 800 bilhões, mas alguns membros do partido Democrata duvidam da eficácia das medidas de corte de impostos, que devem somar aproximadamente US$ 300 bilhões. Eles temem que as famílias simplesmente guardem o dinheiro, em vez de gastá-lo.

Mas após os dados de hoje sobre o mercado de trabalho, deve diminuir a resistência a uma aprovação rápida do pacote. Em 2008 inteiro, foram cortadas 2,589 milhões de vagas nos EUA, o maior nível desde 1945.

Segundo Obama, quanto mais tempo levar para que um plano de estímulo econômico seja colocado em prática, mais difícil será para resgatar a economia.

O presidente eleito disse que está aberto a sugestões sobre as características do pacote, mas ressaltou que não pode voltar atrás agora, quando meio milhão de pessoas acabaram de perder seus empregos.

(Valor Online)

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.