Publicidade
Publicidade - Super banner
enhanced by Google
 

Obama assina pacote de estímulo e fala em começo do fim dos problemas

SÃO PAULO - Ao classificar seu ato como o começo do fim da crise atual, o presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, sancionou hoje a lei do pacote de estímulo econômico de US$ 787 bilhões, aprovada neste final de semana no congresso norte-americano. O presidente dos EUA tentou passar confiança à população e lembrou que a previsão é de que cerca de 3,5 milhões de empregos sejam protegidos ou criados com as medidas previstas na nova lei. Mas ressaltou que não é possível dizer que os problemas econômicos de seu país acabaram com a aprovação do pacote fiscal, nem que ele é tudo que os Estados Unidos precisam para se recuperar da crise.

Valor Online |

Obama repetiu a tese de que não será apenas uma medida que vai resolver todos os problemas e que encara o pacote fiscal como um dos passos a ser dado. "(A assinatura da lei) marca o começo do fim (da crise)", afirmou ele.

Amanhã, o presidente dos EUA deve apresentar os detalhes do seu plano para reduzir as ações de despejo contra mutuários que estão com o pagamento de suas hipotecas em atraso por conta de dificuldades financeiras.

Esta é considerada outra frente de trabalho da sua equipe econômica contra a crise, ao lado do próprio pacote fiscal e também do plano para restaurar o funcionamento do mercado de crédito.

(Valor Online, com agências internacionais)

Leia tudo sobre: home

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG