Publicidade
Publicidade - Super banner
enhanced by Google
 

Obama aprova ação dos bancos centrais e é criticado pelo rival

O candidato democrata à Casa Branca, Barack Obama, aplaudiu nesta quinta-feira a ação conjunta dos bancos centrais para aumentar a liquidez dos mercados, enquanto que a campanha de seu rival republicano o acusou de deleitar-se com a crise financeira americana.

AFP |

"A tormenta atual dos mercados financeiros representa uma grave ameaça para nossa economia", afirmou o senador por Illinois, em um comunicado.

Era "necessário atuar rapidamente, de modo coordenado em nível mundial, para sustentar o funcionamento de nosso sistema financeiro e a circulação de crédito para os lares e empresas americanas", acrescentou o candidato democrata.

Os bancos centrais do mundo injetaram mais de 300 bilhões de dólares nos mercados para tentar conter o pânico, que derrubou as principais praças financeiras do mundo nos últimos dias.

Obama, que manteve nos últimos dias uma encarniçada batalha verbal com o adversário John McCain para se apresentar como o mais idôneo para arrumar a instável economia americana, sofreu duros ataques dos republicanos.

"Penso que, agora que o americano se prepara para tomar uma decisão nessa eleição, levará em consideração sem dúvida o fato de que a campanha de Barack Obama se regozija dessa crise", afirmou o principal estrategista de McCain, Steve Schmidt, à imprensa.

"A equipe de campanha de Obama repete que a crise financeira lhe beneficia politicamente", indicou Schmidt.

Entretanto, McCain afirmou nesta quinta-feira em Iowa (centro) que o plano de Obama de aumentar os impostos em um momento como o atual, em que "a economia é adversa", é "simplesmente idiota".

O candidato republicano também acusou Obama de ter permanecido em silêncio no Congresso quando a crise hipotecária começava a crescer.

A economia é a principal preocupação dos eleitores americanos, segundo as últimas pesquisas, que mostram que a crise financeira tem favorecido os democratas.

aje/nh/tt

Leia tudo sobre: home

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG