munição para estimular economia está no fim - Home - iG" /
Publicidade
Publicidade - Super banner
enhanced by Google
 

Obama: munição para estimular economia está no fim

Com as taxas de juro tão baixas quanto elas podem ir, o presidente eleito dos Estados Unidos, Barack Obama, alertou hoje que o governo federal está esgotando a munição tradicional para combater a recessão econômica. Em entrevista à imprensa, Obama disse que embora o Federal Reserve (Fed, o banco central norte-americano) tenha instrumentos para estimar a economia, outras áreas do governo precisam se apresentar.

Agência Estado |

No fim da tarde de hoje, o Fed anunciará a atualização da taxa básica de juros nos EUA, atualmente em 1% ao ano.

Obama repetiu que sua equipe está preparando um plano de recuperação para criar empregos e estimular a demanda, mas não ofereceu novos detalhes. "Estamos esgotando a munição tradicional que é usada em uma recessão, que é reduzir as taxas de juros", que estão para ficar tão baixas quanto elas podem ser, disse.

Poucas horas antes do fim da reunião do Fed, que deverá anunciar um corte no juro de 0,50 ponto porcentual para 0,50% ao ano, Obama declinou em criticar a conduta de política monetária do banco central. "Eu não acho que seja boa política para o presidente ou presidente eleito fazer um julgamento antecipado do Fed", disse.

Sobre o futuro, Obama disse que sua administração terá de lidar com uma grande quantidade de alavancagem no setor financeiro, a falta de uma regulamentação financeira e um mercado de moradia no fundo do poço. "Estamos atravessando o pior momento econômico desde a Grande Depressão (nos anos 30)", disse. "Vai ser duro, teremos de trabalhar através de muitas dessas dificuldades estruturais." As informações são da Dow Jones.

Leia tudo sobre: home

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG