O presidente Barack Obama anunciou nesta terça-feira o maior plano de modernização do sistema elétrico da história do país, com um orçamento de 3,4 bilhões de dólares para inaugurar uma nova era de energia renovável.

Obama visitou em Arcadia, na Flórida, o maior centro de produção de energia solar dos Estados Unidos.

"Chegou o momento de construir via de eletricidade que permita levar esta energia aos americanos da maneira mais eficaz possível, por um preço acessível e sem prejudicar o meio ambiente", declarou Obama diante de um campo de paineis solares.

"É o motivo pelo qual me orgulho anunciar o maior investimento que se empreendeu para uma rede elétrica mais confiável e inteligente, por um total de 3,4 bilhões de dólares", prosseguiu.

Empresas, fábricas e cidades obterão créditos de 400.000 a 200 milhões de dólares para construir essa "rede de energia inteligente" a nível nacional, com o objetivo de reduzir o gasto e melhorar a fiabilidade do sistema.

"Será uma transformação que terá impacto na maneira de gerar energia, de transferi-la e de consumi-la", explicou mais cedo Carol Browner, assistente do presidente Obama para temas de energia e meio ambiente.

"Temos uma rede muito antiquada neste país. Temos que melhorar o sistema, temos que modernizar esse sistema e isso terá enormes vantagens para os consumidores e para o meio ambiente".

Segundo o Instituto de Pesquisas sobre Energia Elétrica americana, a renovação dos sistemas de geração implicará uma poupança de 4% do consumo até 2030, o que representa 20,4 bilhões de dólares de economia para o país.

col/cn

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.