Publicidade
Publicidade - Super banner
enhanced by Google
 

O natal do útil e prático netbook; preço pode melhorar

O natal do útil e prático netbook; preço pode melhorar Por Juliana Rocha São Paulo, 10 (AE) - Há 27 anos surgiu o primeiro computador portátil, apelidado de Osborne 1. Não trazia bateria, só um teclado e uma tela de 5’’ (polegadas).

Agência Estado |

Ao que parece, ninguém se incomodou em carregar seus 10 kg nas costas.

Hoje, nos tempos da mobilidade total, um notebook de 3 kg é tachado de "pesado e grandalhão". É como o publicitário Euds Consoli descreve sua máquina com tela de 17’’. Mesmo um laptop com cerca de 2 kg - com a capacidade de processamento de máquinas mais robustas, mas tela de 13’’ - já não é leve o suficiente para quem, como a fisioterapeuta Tatiane Salles Ogata, preza a praticidade de um PC discreto para levar "em qualquer bolsa de mulher".

A tendência de miniaturização parece não ter limites. No último ano surgiu uma nova categoria de PC, cujas características são portabilidade, conectividade e preço razoável.

PARA ACESSAR A WEB - Os netbooks são ultraportáteis com telas de 7’’ ou 8’’ e pouco mais de 1 kg. Como o nome indica, são voltados principalmente para atividades ligadas à internet, como checar e-mails, navegar por sites, assistir a vídeos online e se comunicar por Skype, Messenger, etc. Podem se conectar à web por cabo, conexão Wi-Fi (sem fio) e, em alguns casos, via modem 3G. A Tim comercializa um Eee PC já com chip 3G integrado. A Vivo tem um acordo com a Positivo que, na compra de um Mobo, ganha-se desconto no modem 3G.

Os netbooks também possibilitam elaborar documentos e baixar fotos de câmeras, entre outras tarefas simples. Qual o sentido de carregar uma máquina pesada, cheia de funções, no dia-a-dia? Para que pagar mais do que cerca de R$ 1,5 mil para fazer coisas prosaicas?
PREÇO ACESSÍVEL - A onda começou em outubro de 2007 quando a taiwanesa Asus apresentou seu Eee PC 700. Em fevereiro, a Everex lançou o Cloudbook. A partir daí, as novidades chegaram praticamente a cada mês, embora nem sempre ao Brasil. Em abril, a HP apresentou o Mininote 2133, voltado ao mercado corporativo. Em junho, apareceram o MSI Wind e o Mobo, da MSI e da brasileira Positivo.

Em julho foi a vez da Acer lançar o Aspire One e a Lenovo, o IdeaPad S10. Em setembro, a Dell anunciou o Inspiron Mini. Novembro foi recheado com o X110 da LG, o NC10 da Samsung e boatos sobre um novo modelo da Apple - ou a redução dos preços do MacBook Air, que, pela leveza e a ausência de drive de CD, é comparado aos netbooks (http://tinyurl.com/5smhs3).

A maioria desses modelos ainda não desembarcou por aqui. A última geração dos netbooks da HP, chamada Mini 1000, chega até março, mesma previsão do Inspiron Mini. Já o IdeaPad S10, da Lenovo, deve ser vendido a partir de junho.

"Quando viajei a Nova York no ano passado, vi netbooks em todas as lojas. Era uma febre! Pensei em comprar, mas não tinha ouvido falar deles no Brasil e fiquei com medo de não ter suporte e peças", diz Consoli, que comprou um Mobo há 45 dias.

E O PREÇO? - Úteis e práticos, os netbooks prometem ser um dos destaques deste Natal. Foram testados quatro equipamentos testados, entre eles o Mobo White, a terceira geração do Eee PC e o Winbook, lançado este mês pela CCE. E também uma versão do Mobo para crianças.

Com o barateamento dos notebooks, os netbooks não estão com preços tão vantajosos. Mas valem pela praticidade e, preferencialmente, como uma segunda máquina, voltada para a comunicação via web.

Leia tudo sobre: home

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG