Publicidade
Publicidade - Super banner
enhanced by Google
 

NY não sustenta alta e volta para o negativo

As bolsas norte-americanas não sustentaram a alta incentivada pela inesperada elevação nas vendas de imóveis novos nos Estados Unidos em setembro e voltou a operar no terreno negativo no fim do pregão desta segunda-feira. Por volta das 17h o índice Dow Jones perdia 0,21%, o Nasdaq 100 recuava 0,76% e o S&P 500 caía 0,86%.

Redação com Agência Estado |

 

Após cair ao menor nível em 17 anos em agosto, as vendas subiram 2,7% no mês passado, para 464 mil unidades, surpreendendo os economistas que esperavam queda nos números.

Esta semana os investidores terão oportunidade de ver o primeiro cálculo do Departamento do Comércio dos EUA para o Produto Interno Bruto (PIB) do terceiro trimestre, na quinta-feira, um dia antes de o Federal Reserve (Fed, banco central dos EUA) anunciar sua decisão sobre a taxa básica de juros do país.

A expectativa é de que o juro será reduzido novamente, do atual nível de 1,5% ao ano. A maior parte dos analistas e participantes do mercado acredita que a taxa cairá para 1,0% ao ano.

A crise continua se desenrolando, com vários bancos regionais recorrendo à ajuda do governo dos Estados Unidos; o G-7 (grupo dos sete países mais industrializados do mundo) alertando para os riscos da apreciação do iene e o Fundo Monetário Internacional (FMI) anunciando acordos de ajuda financeira com a Ucrânia e a Hungria, na esteira da Islândia na última sexta-feira (dia 24).

Para saber mais

 

Serviço 

 

Leia mais sobre: o dólar, a Bovespa e a crise financeira

Leia tudo sobre: wall street

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG