Publicidade
Publicidade - Super banner
enhanced by Google
 

NY abre em baixa reagindo a dado fraco de emprego

O índice Dow Jones da Bolsa de Nova York abriu o pregão de hoje em baixa de mais de 1%. Às 12h33, cedia 1,56% a 8.

Agência Estado |

624 pontos. O S&P 500 recuava 1,41% a 886 pontos. Antes do pregão regular, os índices futuros de ações de Wall Street aprofundaram as perdas após a divulgação de uma série de indicadores desfavoráveis da economia norte-americana, e sinalizaram para uma abertura em baixa das Bolsas americanas nesta quinta-feira.

O dado que mais mexeu com o mercado foi o aumento de 58 mil do número de pedidos de auxílio-desemprego na semana passada, mais do que o dobro da previsão de alta de 24 mil. O nível atingido, de 573 mil pedidos, é o mais alto em 26 anos.

Outros indicadores também surpreenderam. O déficit comercial norte-americano cresceu 1,1% para US$ 57,19 bilhões em outubro, do número revisado de US$ 56,56 bilhões referente a setembro, segundo o Departamento do Comércio. O resultado contrariou a previsão média de analistas, que era de queda do déficit para US$ 52,8 bilhões. Foi o primeiro aumento do déficit desde julho. O índice de preços das importações dos EUA, por sua vez, recuou 6,7% em novembro em comparação com outubro, na queda mais acentuada desde a primeira publicação do índice, em dezembro de 1988.

"O cenário geral é que as pessoas estão muito preocupadas com o fato de que os dados econômicos anunciados recentemente indicam uma condição bastante fraca", disse um operador. "Mas a chave são o dólar e as commodities", acrescentou ele, afirmando que o desempenho desses mercados indica a direção que os players acreditam que o mercado irá tomar. O dólar operava em baixa em relação às principais moedas.

O petróleo para janeiro, enquanto isso, ganhava 3,49%, para US$ 45,05 o barril na Bolsa Mercantil de Nova York (Nymex). Hoje a Agência Internacional de Energia (AIE) afirmou que a demanda mundial por petróleo deve diminuir este ano pela primeira vez em 25 anos, por causa do ambiente de deterioração das condições econômicas globais. As informações são da Dow Jones.

Leia tudo sobre: bolsa de valores

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG