Publicidade
Publicidade - Super banner
enhanced by Google
 

NY abre em alta, apesar de alerta de empresas

As Bolsas de Nova York abriram em alta hoje, na contramão da direção apontada pelos índices futuros no pré-mercado em Wall Street. Às 10h36 (de Brasília), o índice Dow Jones subia 1,32%, o Nasdaq ganhava 0,94% e o S&P 500 tinha alta de 1,29%.

Agência Estado |

As negociações com os índices futuros foram interrompidas com o Nasdaq 100 em baixa de 1,36% e o S&P 500 em queda de 0,84%.

"As ações recuperaram terreno apenas três vezes este mês e em todas essas vezes estimuladas por intervenção governamental. Precisamos de uma recuperação que seja sustentada por notícias de fundamentos", disse o analista técnico Ryan Detrick. "Estamos claramente numa trajetória baixista."

Pela manhã, os investidores reagiram negativamente aos alertas feitos por empresas americanas e aos indicadores econômicos ruins, divulgados hoje.

O aumento de 15 mil do número de pedidos de auxílio-desemprego feitos nos Estados Unidos na semana passada, bem maior que o de 2 mil esperado por analistas, contribuiu para derrubar os índices futuros.

No cenário corporativo, o sentimento no mercado é prejudicado pelos alertas de lucro da empresa do setor de tecnologia Amazon.com e por comentários da companhia química Dow Chemical. Ao anunciar ontem aumento de 48% de seu lucro líquido no terceiro trimestre, a Amazon.com reviu em baixa suas projeções de vendas para 2008, para algo entre US$ 18,46 bilhões e US$ 19,46 bilhões, o que representa um crescimento de 24% a 31% sobre 2007. Em julho, a companhia havia estimado vendas entre US$ 19,35 bilhões e US$ 20,1 bilhões, uma expansão de 30% a 35%. As ações da empresa recuaram 13% no pré-mercado em Nova York.

Hoje, o executivo-chefe da Dow Chemical, Andrew N. Liveris, alertou que as condições econômicas gerais vão provavelmente se deteriorar mais antes de registrar alguma melhoria, embora tenha expressado confiança na capacidade da companhia de ter um bom desempenho apesar disso. O lucro líquido da empresa cresceu 6,2% no terceiro trimestre deste ano em comparação com igual período do ano passado, para US$ 428 milhões. As informações são da Dow Jones.

Leia tudo sobre: home

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG